Fullcover

Living Labs

Não seremos poucos os que já ouvimos, alguma vez, expressões que revelam incompreensão, por parte dos cidadãos, em relação ao papel do setor segurador na sociedade civil. Nesse sentido, resulta especialmente instrutiva e recomendável a leitura do relatório da Insurance Europe, publicado este ano (referente ao período 2019-2020).

Living Labs
Em 2018, para além de dar emprego a mais de 900 000 pessoas, o setor segurador europeu devolveu à sociedade, em sinistros e resgates, mais de € 1 bilião e manteve carteiras de investimento de quase € 10 200 biliões – situando-se como o maior investidor institucional na Europa – e atingindo um peso de 7,5% no PIB da zona euro (PBE s/ PIB).       

Pensamos que merecem particular atenção as iniciativas encetadas "fora da atividade principal”, no intuito de aportar à sociedade uma nova perspetiva sobre o papel e valor da nossa atividade e o seu impacto no dia-a-dia dos cidadãos. Seguindo essa lógica, a VICTORIA tem vindo implementar, ao longo dos últimos anos, uma estratégia de posicionamento de marca e comunicação baseada no conceito de Ecossistema - interação livre dum conjunto de atores, de diferentes proveniências e valências díspares, à volta dum interesse comum.  

A referida estratégia está alicerçada em parcerias duradouras, muitas das quais inovadoras no setor, e tem como propósito adquirir e partilhar conhecimento, posicionando a marca para além do produto ou solução. Enquadrando-a como uma presença natural desse ecossistema, quer seja de negócio quer institucional. Estarmos inseridos no Ecossistema da Construção e o Imobiliário, por exemplo, significa termos acesso às tendências, preocupações e necessidades dos "fazedores de cidades”, entendidos no seu sentido mais lato, como os agentes económicos e governamentais responsáveis pela construção das cidades do amanhã, onde as sustentabilidades ambiental e humana se tornam uma prioridade. Estar ciente do percurso e das formas que irão dar suporte às novas práticas de estar / habitar / trabalhar no edificado e do que significa adaptar-se a elas. Falamos de compreender a sociedade e desenvolver soluções que lhe transmitam valor, muito além duma hipótese de transferência de risco que se espera de uma Seguradora. 

Desejando aumentar, gradualmente, o envolvimento e visibilidade da marca em distintos ecossistemas – e imbuídos do referido espírito de partilha e aquisição de conhecimento – tivemos a oportunidade e o privilégio de constituir, em 2020, uma parceria tripartida com a Associação Portuguesa de Promotores e Investidores Imobiliários (APPII) e a Nova Medical School (NMS), exibindo de forma evidente a intenção de contribuir à construção de elos de ligação entre o universo académico e a sociedade. Fruto desta colaboração – e a partir da unidade de medicina exponencial da NMS – nasceu o Living Lab APPII Saúde & Imobiliário, powered by VICTORIA. Este laboratório interdisciplinar atua como um centro de inteligência colaborativa, diálogo e trabalho em rede, no intuito de aproveitar o potencial da convergência tecnológica para delinear e promover projetos que permitam moldar práticas e ferramentas sustentáveis e saudáveis no edificado. 

Assim, torna-se clara a nossa aposta no ecossistema Imobiliário e Saúde e o seu propósito último, materializado na fundação da Cátedra VICTORIA em Edificação Saudável: explorar a conjugação entre o desenvolvimento imobiliário e a saúde; entender a relação entre o edificado e o bem-estar das pessoas que o habitam / utilizam; perceber o ponto de encontro entre a investigação científica e a práxis construtiva; investigar a implementação de novas sinergias no campo do edifício saudável; analisar, enfim, a materialização e acesso a espaços públicos e privados que suportem a qualidade de vida e promovam a saúde dos seus ocupantes.  

Consequência direta do anterior, temos participado, através do Living Lab, no desenvolvimento dum processo (qualificação co/vida 20) que permite – na base da evidência científica e integrado numa estratégia global de sustentabilidade – identificar e qualificar um projeto imobiliário ou espaço edificado como "Edificação Saudável”, assegurando que adota estratégias de promoção da saúde e otimiza a funcionalidade e saúde dos seus ocupantes, especificamente com recurso ao  desenho, aos requisitos técnicos, aos protocolos de gestão-manutenção e às políticas de utilização / intervenção comportamental.  

Porque pretendíamos adquirir conhecimento com o exemplo próprio, disponibilizámo-nos para compreender, assumir e pôr em prática as rigorosas recomendações emanadas do Living Lab, baseadas em evidências biomédicas. Essa aprendizagem exigiu uma adaptação e operacionalização do nosso Plano de Contingência perante um contexto de pandemia Covid-19, que resultou na obtenção da primeira qualificação co/vida 20 dum edifício em Portugal, nas nossas instalações em Miraflores.  

Falamos dum novo paradigma, no qual, para além duma preocupação com a qualidade de vida e promoção da saúde dos colaboradores da VICTORIA, consegue criar-se uma comunidade resiliente, na qual cada colaborador, adaptando as melhores práticas que procedem do referido Plano de Contingência, se torna, dentro e fora de portas, um agente de saúde, contribuindo para a minimização do risco junto da sua família e de todos, enquanto sociedade.     

 

O que dizem os outros membros da parceria 

"É hoje particularmente relevante o contributo da Saúde como vetor de qualificação de todos os verticais de conhecimento, domínios societários e atividades económicas - tal como plasmado nas atividades do Living Lab APPII SI: Saúde & Imobiliário powered by VICTORIA Seguros - sendo este perfil de inovação e melhoria constante que a NOVA Medical School almeja, traduzindo o racional que pautou o desenvolvimento da u. me: unidade de medicina exponencial da NOVA Medical School, uma estrutura transversal cujo principal objetivo é o delinear e promoção de projetos de saúde interdisciplinares, atuando como um centro de inteligência colaborativa para intercâmbio científico, partilha de conhecimento, diálogo e trabalho em rede informados, moldando práticas e ferramentas sustentáveis para o desenvolvimento acelerado de intervenções inovadoras em saúde, criando valor e salvando vidas humanas”, afirma Jaime da Cunha Branco, Professor Catedrático, Diretor Científico da unidade de medicina exponencial e Diretor da NOVA Medical School. 

 

"A qualificação do Edificado neste domínio (processo de otimização para a Saúde e qualificação do território) será fulcral para um posicionamento e reafirmação "pós-crise” da imagem positiva de segurança e qualidade do território, capitalizando adicionalmente uma oportunidade que se antecipa no desvio dos fluxos de procura”, afirma Hugo Santos Ferreira, Vice-presidente da APPII. 

 

Carlos Suárez é Diretor Geral Adjunto da VICTORIA Seguros desde 2012.Previamente, foi  Regional Manager e National Sales Manager, entre outros cargos, na seguradora espanhola ASEFA - onde esteve durante 11 anos. Com um bacharelato em Economia pela Hartwick College (Nova Iorque), completou, em 2014, um Advanced Management Programme pela Universidade Católica Portuguesa e pela Kellogg School of Management de Chicago.  
Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.Saiba mais

Compreendi
Descubra o mundo MDS